“…Sede firmes, inabaláveis e sempre abundantes na obra do Senhor…”

I Co 15.58

É comum, ao aproximar-se o final de mais um ano, a elaboração por parte de muitas pessoas da famosa lista de metas a serem alcançadas durante o ano que está prestes a começar. Não há nada de inconveniente no estabelecimento de alvos, pelo contrário, é perfeitamente saudável o estabelecimento de metas que nortearão a definição do caminho a ser percorrido para que possam ser alcançadas.

Porém, o número dos que não perseveram na luta para atingir o que inicialmente foi estabelecido é assustador, quase idêntico ao número dos que iniciaram. Verdadeiramente a perseverança não é uma característica de muitas pessoas, mas, começar algo e logo em seguida desanimar parece ser comum na vida de um grande contingente.

O Conselho de nossa igreja aprovou no final de 2012 um planejamento contemplando todas as áreas da vida eclesiástica, objetivando o crescimento integral de nossa amada igreja para a honra e a glória de Deus. Durante o ano de 2013 um grupo significativo trabalhou para a implantação e desenvolvimento da proposta aprovada, porém sabemos que ainda há muito trabalho a ser realizado para consolidação e aperfeiçoamento do que foi planejado.

O primeiro editorial dominical de 2014 é dedicado à divulgação dos princípios que norteiam nosso planejamento, comunicando assim aos que estão chegando e lembrando a todos nós veteranos, o que deve caracterizar todas as nossas atividades.

01 – COMPROMISSO COM AS ESCRITURAS E OS SÍMBOLOS DE FÉ – Nós cremos e ensinamos que a Bíblia é a palavra de Deus. Ela é quem estabelece a nossa crença e a nossa prática diária. Rejeitamos qualquer ideologia e comportamento que estejam em desacordo com as Escrituras (Sl 119.11; 93; 105). Sustentamos que a Confissão de Fé de Westminster e seus Catecismos (Maior e Breve) são uma correta interpretação das Escrituras e, portanto, devem ser acolhidos por todos os membros da igreja local.

02 – COMPROMISSO COM A IGREJA LOCAL – A ideia de que é possível ser cristão em casa e a igreja local é algo supérfluo, não é bíblica. Cada cristão deve exercer os seus dons e talentos na companhia de outros cristãos para a mútua edificação (I Co 12.12-27). Nosso amor para com a IPBVIT deve ser demonstrado também por meio da assiduidade e pontualidade para com os cultos e demais atividades eclesiásticas.

03 – COMPROMISSO COM A EVANGELIZAÇÃO – “Quem não evangeliza necessita ser evangelizado”. O ato de evangelizar não pode ser entendido como um evento esporádico realizado para desencargo de consciência. Evangelizar deve ser uma prática diária na vida de todo aquele que foi alcançado e transformado pelo amor de Cristo Jesus (I Co 9.16).

04 – COMPROMISSO COM A COMUNHÃO – Constatamos com tristeza que o tempo presente possui como uma de suas características o individualismo. Como cristãos rejeitamos a segregação, o egoísmo e o comportamento extremamente ensimesmado de alguns que entendem a igreja como uma mera loja de conveniência onde “produtos” estão expostos aguardando “clientes”. Acolher bem e integrar a todos são compromissos de todos nós e não só da liderança da local.

05 – COMPROMISSO COM A MORDOMIA CRISTÃ – Tudo que somos e temos decorre da bondade de Deus (I Cr 29.14), nada é nosso, somos apenas mordomos. É nosso dever e privilégio sermos fiéis na devolução dos dízimos, inteligentes na utilização do tempo, diligentes no aproveitamento das oportunidades, modestos e pródigos no uso dos recursos materiais com que somos agraciados por Deus (Ef 4.28).

Louvado seja Deus que tem nos sustentado no firme propósito de perseverar e aprimorar o planejamento delineado para nossa igreja. Estamos conscientes da necessidade de uma mais ampla e sistemática divulgação das áreas contempladas e das medidas em andamento para lograrmos êxito em cada etapa. Estejamos orando em favor e participando plenamente da vida comunitária de nossa igreja.

Rev. Jailto Lima do Nascimento

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *